fbpx

CONFIRA O MAIOR CELEIRO ABANDONADO DE TODOS OS TEMPOS!!!!

Um Ônibus Espacial Soviético foi deixado para apodrecer em um Gigante Celeiro!

Na manhã do dia 15 de novembro de 1988, o foguete “Energiya” estava abastecido e pronto na plataforma de lançamento em Baikonur, o local de lançamento da União Soviética.

Acoplado ao booster estava o orbital do ônibus espacial Buran, pronto para o seu voo inaugural. Parecia fortemente o início do Sistema de Transporte Espacial da NASA, coloquialmente conhecido como o ônibus espacial.

Em 5 de janeiro de 1972, o presidente Nixon anunciou que a NASA voltaria sua atenção para a construção de uma nova espaçonave para transformar a fronteira final, algo que poderia transportar astronautas entre a Terra e uma estação espacial orbital, embora a estação viesse a existir mais tarde.

O ônibus espacial faria a rotina de voos espaciais mantendo o custo baixo ao Departamento de Defesa, que estaria compartilhando o custo com a agência espacial em troca de usá-lo para lançar satélites militares.

O anúncio dos planos de transporte da NASA não preocupou a União Soviética, que não tinha qualquer utilidade para um ônibus espacial, não havia necessidade de competir com os americanos nesse programa. Mas isso começou a mudar em meados da década de 1970.

Diferente da agência espacial norte-americana, a NASA, a União Soviética não tinha um órgão unificado para gerenciar suas atividades espaciais. Em vez disso, departamentos de assuntos diferentes gerenciavam os projetos.

A fase de desenvolvimento do programa prosseguiu, e depois de considerar um punhado de diferentes arranjos, o projeto do ônibus soviético foi congelado em junho de 1979.

Ele foi projetado para entrar em órbita amarrado a um tanque externo alimentando quatro motores criogênicos assistidos por quatro cintas em boosters. Internamente, o ônibus soviético possuía um sistema sofisticado que monitorava todas as funções a bordo, tornando um cosmonauta uma parte desnecessária do sistema.

Em 12 de abril de 1981, a missão STS-1 da NASA foi lançada, marcando o início do programa de ônibus espaciais. E ainda, apesar das tentativas de encontrá-lo, não havia indícios claros de que os soviéticos tivessem construído qualquer programa que correspondesse ao mais recente desenvolvimento americano.

A primeira tentativa de lançamento, em 29 de outubro de 1988, terminou com uma falha mecânica, uma plataforma ao lado do foguete demorou tanto para se recolher que o computador do foguete cancelou a contagem regressiva.

Siga o Brasil Sintonizado no Instagram e Facebook

O cruzeiro de extorsão foi um sucesso tecnológico, mas o programa em geral não era. O Conselho de Defesa Soviético aprovou que Buran operasse em escala reduzida até 2000, mas quando a URSS entrou em colapso em 1991, o mesmo aconteceu com o Ministério do Edifício de Máquinas Gerais, que havia desenvolvido o ônibus espacial soviético.

Quando essas agências acabaram sendo integradas à Agência Espacial Federal Russa em 1992, não houve previsão para reter a Buran-Energiya. O ônibus espacial ficou sem teto e, embora o programa nunca tenha sido formalmente cancelado, o ônibus espacial nunca deixou o terreno para uma segunda missão.

Quatro orbitadores em vários estágios de conclusão, incluindo um conhecido como Ptichka (passarinho) foi deixado para definhar neste enorme celeiro abandonado. Buran foi destruído em 2002.

É realmente incrível poder ver todos estes ônibus espaciais antigos que foram abandonados por ter seus projetos estacionados ao longo dos anos.

Confira as imagens na galeria abaixo:

Foto reprodutor / Créditos para Ralph Mirebs
Foto reprodutor / Créditos para Ralph Mirebs
Foto reprodutor / Créditos para Ralph Mirebs
Foto reprodutor / Créditos para Ralph Mirebs
Foto reprodutor / Créditos para Ralph Mirebs

1  / 12

Redes sociais:
error

Comentários

error

Não deixe de nos seguir nas redes sociais!