fbpx

Conheça a maior coleção de caminhões “Fenemê” do Brasil!

Colecionador de caminhões viciado em “Fenemê” perdeu a conta de quantos tem.

A paixão de Oswaldo Strada são veículos dos anos 50 e 60 da FNM, apelidados de Fenemê. Ele usa mais de um galpão para guardar e restaurar suas ‘joias’, que podem custar até R$ 450 mil.

“Meu pai era caminhoneiro, mas nunca deixou eu comprar um caminhão. Então despois que ele morreu, comprei o meu primeiro”, conta o colecionador.

Com o tempo, a coleção foi crescendo e Osvaldo focou nos Fenemês, da antiga Fábrica Nacional de Motores, também por ser o caminhão que seu pai utilizava. Mas para guardar e restaurar tantos caminhões, ele precisou criar a própria oficina.

Siga o Brasil Sintonizado no Instagram e Facebook

Em Pilar do Sul, no interior de São Paulo, ele conta com uma equipe de funileiro, mecânico e o gerente-geral do projeto, Adalberto Texeira.

“Eu não sabia nada quando comecei, e aprendi tudo sobre o processo de restauração aqui”, explica Adalberto Teixeira, responsável pela restauração dos caminhões.

Não há como chegar ao valor específico de cada Fenemê da coleção, mas é possível ter uma ideia. Algumas unidades foram utilizadas na construção de Brasília, inaugurada em 1960, e compradas por cerca de R$ 4,5 mil em leilão.

Foto reprodução / Créditos para Fábio Tito/G1
Foto reprodução / Créditos para Fábio Tito/G1

1  /15

Redes sociais:
error

Comentários

error

Não deixe de nos seguir nas redes sociais!