Dafra aposta em motor 300cc na nova Next para enfrentar Twister e Fazer

A nova Next veio para colocar novamente a Dafra no segmento de motos de 250/300cc. Ela ganhou um motor de maior capacidade, gerando 27 cv de potência, cores e grafismos inéditos e sistema de freios combinados. Tudo isso para enfrentar a Honda Twister e a famosa Yamaha Fazer.

A missão é bem complicada, pois o modelo Honda de 250cc é a sexta moto mais vendida neste ano e a Fazer ABS chega na 13ª colocação no ranking.

O preço é um atrativo da Dafra, a nova Next 300 tem preço sugerido de R$ 14.590, um pouco inferior ao valor da Twister (R$ 15.530) e da Fazer (R$ 15.290), ambas com ABS, um opcional não disponível na Next.

Na parte visual, a Next 300 não mudou muito, para não dizer quase nada. Manteve as carenagens e o farol poligonal da primeira geração. Há também um spoiler sob o motor e grandes aletas

que escondem o radiador. A diferença é que as aletas e as tampas laterais agora são pintadas de outra cor. Na unidade avaliada, a vermelha, as peças ganharam um acabamento cinza fosco

Embora seja praticamente a mesma moto de antes visualmente, é impressionante a diferença que as cores e os novos grafismos fazem. Não foram poucos os motociclistas que perguntaram se essa era a nova Next 300 e comentaram como ela ficou mais bonita.

Painel e sistema de iluminação são os mesmos. A lanterna traseira usa LEDs, mas o farol dianteiro não. Na minha opinião, o modelo merecia um face-lift que acompanhasse a mudança no motor e também piscas mais bonitos. A luzes de direção da Next são muito grandes e destoam do conjunto

Desde quando chegou ao Brasil em 2011, o motor com arrefecimento líquido sempre foi um diferencial da Next. Agora o monocilíndrico com comando simples no cabeçote e quatro válvulas passou de 249,5 para 278 cm³. O aumento de capacidade é a receita mais comum para se obter melhor desempenho

Siga o Brasil Sintonizado no Instagram e Facebook

Alimentado por injeção eletrônica, a potência máxima passou de 25 para 27 cv a 9.250 rpm. Número melhor do que Fazer (21,5 cv) e Twister (22,6 cv) com etanol, já que ambas são flex, mas a Next “bebe” somente gasolina.

No trânsito urbano, o motor maior da Next também se aproveita do torque – 2,65 kgf.m a 6.500 giros – para evitar muitas trocas no câmbio de seis marchas. Há força suficiente para rodar em segunda, terceira marcha em baixos giros e ter boas retomadas.

Com um acabamento mais atrativo, a Next 300 chama a atenção no trânsito. O motor arrefecido a líquido tem bom desempenho para a categoria, mas vibra demais em altos giros e seu consumo foi maior do que o esperado. Na verdade, foi o mesmo obtido com o antigo modelo de 250cc.

A nova geração, mais potente e com freios melhores, volta à disputa do segmento de streets 250/300cc. Com preço levemente inferior às concorrentes, a Next 300 também é apontada por muitos motociclistas como uma moto “menos visada” do que os modelos Honda e Yamaha

Talvez por seus números de venda serem inferiores, o que evitaria o roubo para a comercialização de peças

Fonte: Infomoto

Confira as imagens na galeria abaixo:

Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Redes sociais:

Comentários