Demi Lovato está estável após ser internada por overdose (VÍDEO)

Após seis anos de sobriedade, a cantora teve uma recaída e seu estado de saúde é considerado estável.

De acordo com reportagem da revista People, Demi Lovato está estável após dar entrada no hospital de Los Angeles. A cantora teria sofrido uma overdose de heroína, segundo o TMZ. Ainda em casa, onde foi encontrada, ela foi medicada com Narcan, medicamente utilizado em casos de overdose de drogas.

De acordo com fontes do site, Demi foi encontrada desacordada em sua casa em Hollywood Hills e levada para o hospital por volta de meio-dia do horário local (16h no horário de Brasília) desta terça-feira (24). Os primeiros socorros teriam sido feitos ainda na casa da cantora, onde ela recebeu um tratamento com um medicamento chamado Narcan, que tenta reverter os efeitos da overdose. Ainda não se sabe o estado de saúde dela.

Resultado de imagem para demi lovato

Nesta segunda-feira (23), Demi passou a noite numa boate celebrando o aniversário de um amigo em West Hollywood. Segundo a publicação, ela postou algumas fotos do evento em uma conta privada no Instagram e parecia bem e feliz.

Foto/ReproduçãoDemi Lovato também tem quatro shows marcados no Brasil para novembro. Inicialmente, ela viria para a América do Sul em abril, mas adiou todas as apresentações por “problemas de produção”.

Apaixonada pelo Brasil e pelos fãs brasileiros. Demi já fez oito passagens por aqui. A última delas aconteceu em julho de 2017, quando a norte-americana encerrou o VillaMix Festival Goiânia.

Siga o Brasil Sintonizado no Instagram e Facebook

O jogador de futebol Neymar, que é amigo da cantora, acompanhou o show em Goiânia em um camarote. Demi Lovato também já namorou com o lutador de MMA brasileiro Guilherme Bomba.

Demi começou a usar drogas desde muito cedo, mas após algumas internações em rehabs ela conseguiu “ficar limpa” de álcool, cocaína e Oxicodona. A cantora estava sóbria há seis anos, mas no mês passado lançou a música Sober, em que revelava ter tido algumas recaídas recentes.

Redes sociais:

Comentários